Todo o conteúdo do site é meramente informativo e não substitui uma consulta médica com um profissional de sua confiança.

Buscar
  • Dr. Alaor Miguel

Quando procurar o médico "clínico geral"?


Nos últimos anos, com os avanços da Medicina, a maioria dos médicos têm optado por se especializarem em alguma área, enfocando aspectos cada vez mais específicos do corpo humano.

Sem dúvida nenhuma, essa maior especialização dos profissionais melhora as chances de tratamento, cura e sobrevida dos pacientes, principalmente aqueles com doenças mais graves. Contudo, tende a criar uma visão “fragmentada”, em que cada médico vê o paciente apenas sob um aspecto e não como um todo.

De maneira equivocada, grande parte das pessoas cultivam o mau hábito de se autodiagnosticarem e procurarem diretamente um especialista. Um exemplo de como essa conduta pode atrasar o diagnóstico correto é o caso de alguém que está sentindo dores no peito e crê que o médico mais indicado para tratá-la seja um cardiologista. Da mesma forma que a causa dessas dores pode ser um infarto ou uma angina, pode também ser sintomas de ansiedade ou mesmo de uma gastrite.

Nesse sentido, para uma abordagem inicial, o mais indicado seria procurar um bom médico generalista, popularmente conhecido como clínico geral. Diferentemente do que muitos pensam, o generalista não é o médico que só serve para realizar encaminhamentos. Cabe a este profissional avaliar o paciente como um todo, levando em conta, além dos sinais e sintomas, aspectos psicológicos, sociais e familiares. Após uma entrevista e exame físico detalhados, o clínico irá solicitar os exames complementares que julgar necessários e tomar as condutas iniciais, encaminhando o paciente ao correto especialista, se for preciso.

Outro papel importante do médico generalista, também executado pelos médicos de família e comunidade, é a prevenção de doenças. Por meio de consultas periódicas com o mesmo profissional, o médico consegue conhecer melhor o paciente, atuando de forma a diagnosticar precocemente, prevenir ou adiar o surgimento de enfermidades como hipertensão, diabetes, hipercolesterolemia etc.

A atuação do clínico ainda pode ser muito útil no caso de doentes complexos que necessitam de acompanhamento com diversos especialistas. O clínico irá ajudá-los a entender melhor a conduta dos especialistas e verificar a interação das diversas medicações prescritas.

#clínicogeral #generalista

31 visualizações