top of page
  • Alaor Miguel

A Música como Aliada da Saúde Mental: Evidências Científicas


música e saúde mental

A música, uma das formas de arte mais antigas e universais, tem sido utilizada ao longo da história como uma ferramenta para melhorar o bem-estar e a saúde mental. Recentemente, pesquisas científicas começaram a desvendar como a música pode efetivamente contribuir para a saúde mental. Este artigo explora as evidências científicas que sustentam o uso da música como uma ferramenta terapêutica para a melhoria da saúde mental.


1. A Música e a Redução do Estresse

Estudos demonstraram que ouvir música pode diminuir significativamente os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, no corpo. Uma pesquisa publicada no periódico 'Psychoneuroendocrinology' mostrou que a música pode reduzir a resposta ao estresse em situações como pré-cirurgias, evidenciando seu efeito calmante.


2. Impacto na Depressão e Ansiedade

Um estudo da 'Harvard Medical School' aponta que a música pode funcionar como um antídoto para a depressão e ansiedade, melhorando o humor e proporcionando alívio emocional. Outra pesquisa, publicada no 'Journal of Affective Disorders', concluiu que a música é eficaz em diminuir sintomas de depressão em adultos, especialmente quando combinada com tratamentos convencionais.


3. Melhoria da Cognição e Humor

A música não só alivia o estresse e a ansiedade, mas também pode melhorar a cognição e o humor. Uma pesquisa da 'University of Miami School of Medicine' encontrou uma correlação entre a música e um aumento na produção de dopamina, neurotransmissor associado ao prazer e recompensa, o que pode explicar o aumento do bem-estar ao ouvir música.


4. Música e Terapia A musicoterapia, uma prática que utiliza a música para abordar necessidades físicas, emocionais, cognitivas e sociais de indivíduos, tem se mostrado eficaz em diversos contextos. Segundo o 'American Music Therapy Association', a musicoterapia pode proporcionar meios para a expressão de sentimentos, melhorando a comunicação e a qualidade de vida.


Conclusão

As evidências científicas sugerem que a música possui um papel significativo na melhoria da saúde mental. Seja através da redução do estresse, alívio da depressão e ansiedade, melhoria do humor ou como parte de terapias estruturadas, a música se apresenta como uma poderosa ferramenta terapêutica. Embora não substitua tratamentos psiquiátricos convencionais, a música pode ser uma valiosa aliada no caminho para o bem-estar mental.


Bibliografia

[1] THOMA, Myriam V. et al. The effect of music on the human stress response. Psychoneuroendocrinology, [s.l.], v. 38, n. 8, p.1483-1490, 2013. Elsevier BV.


[2] RAGLIO, Alfredo et al. Effects of Music and Music Therapy on Mood in Neurological Patients. World Journal of Psychiatry, [s.l.], v. 5, n. 1, p.68-78, 22 mar. 2015. Baishideng Publishing Group Inc.


[3] HOLE, J. et al. Music as an aid for postoperative recovery in adults: a systematic review and meta-analysis. The Lancet, [s.l.], v. 386, n. 10004, p.1659-1671, out. 2015. Elsevier BV.


[4] AMERICAN MUSIC THERAPY ASSOCIATION. Music Therapy. Disponível em: https://www.musictherapy.org/. Acesso em: 09/12/2023.


1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page