top of page
  • Alaor Miguel

Quando a Depressão é, na verdade, Transtorno Bipolar?



pessoa depressiva

A distinção entre a Depressão Maior e o Transtorno Bipolar pode ser um desafio, especialmente quando consideramos que ambos compartilham episódios depressivos significativos. Este artigo busca esclarecer, às pessoas em geral, as diferenças principais entre estas duas condições.


Depressão Maior: Uma Visão Geral

A depressão maior é um transtorno do humor que se manifesta através de episódios depressivos profundos. Os sintomas incluem tristeza persistente, falta de interesse em atividades prazerosas, alterações no apetite e no sono, fadiga, sentimentos de inutilidade ou culpa, dificuldade de concentração e pensamentos de morte ou suicídio.


Transtorno Bipolar: Características Distintas

O Transtorno Bipolar é caracterizado por uma alternância entre episódios depressivos e episódios de mania e/ou hipomania. A mania se caracteriza por um período de humor anormalmente elevado, energia e atividade aumentadas, fala rápida, pensamentos acelerados, comportamento impulsivo e, em casos graves, delírios e alucinações. A hipomania é uma forma mais leve de mania, onde a pessoa experimenta um aumento de energia, euforia ou irritabilidade, mas sem a gravidade da mania.


Diferenças nos Episódios Depressivos Embora ambos os transtornos apresentem episódios depressivos, há diferenças sutis. No Transtorno Bipolar, os episódios depressivos tendem a ser mais frequentes e prolongados do que na depressão maior. Além disso, pacientes com Transtorno Bipolar podem apresentar características atípicas de depressão, tais como:

  1. Humor Reativo: Diferente da depressão maior, onde o humor deprimido é frequentemente constante, na depressão atípica observa-se um humor reativo. Isso significa que o humor do indivíduo pode melhorar temporariamente em resposta a eventos positivos, embora essa melhoria possa ser de curta duração.

  2. Aumento do Apetite e Ganho de Peso: Enquanto a depressão maior muitas vezes leva à perda de apetite e perda de peso, a depressão atípica pode ser acompanhada por um aumento do apetite. Em alguns casos, isso pode resultar em ganho de peso significativo.

  3. Hipersonia: Outra característica da depressão atípica no Transtorno Bipolar é a tendência à hipersonia, ou seja, dormir excessivamente. Isso difere da insônia comum na depressão maior.

  4. Sensação de Peso nos Braços e Pernas: Algumas pessoas com depressão atípica relatam uma sensação física de peso ou lentidão nos braços e pernas, que vai além da fadiga comum na depressão maior.

  5. Sensibilidade à Rejeição Social: Indivíduos com depressão atípica frequentemente exibem uma sensibilidade aumentada à rejeição social, que pode levar a um impacto significativo na autoestima e no funcionamento social.


Essas características podem não apenas ajudar a diferenciar a depressão atípica da Depressão Maior, mas também são cruciais para o diagnóstico correto e o tratamento eficaz do Transtorno Bipolar. A presença dessas características atípicas em um indivíduo com histórico de episódios de mania e/ou hipomania é o que distingue o Transtorno Bipolar da Depressão Maior.


A Importância do Diagnóstico Correto

A confusão entre Depressão Maior e Transtorno Bipolar pode levar a tratamentos inadequados, agravando os sintomas ou até retardando a recuperação. Antidepressivos, por exemplo, são comumente prescritos para Depressão Maior, mas podem não ser eficazes ou até piorar o quadro em pessoas com Transtorno Bipolar. Por outro lado, o tratamento para o Transtorno Bipolar frequentemente inclui estabilizadores de humor, que não são típicos no tratamento da Depressão Maior, também chamada de unipolar.


Conclusão

Entender a diferença entre a Depressão Maior e o Transtorno Bipolar é essencial para um tratamento adequado e eficaz. Profissionais de saúde mental estão qualificados para avaliar e diferenciar essas condições, garantindo uma abordagem terapêutica personalizada e eficaz.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page