top of page
  • Alaor Miguel

Expectativa de Vida Masculina: Uma Perspectiva de Saúde Mental

homem depressivo sendo amparado

Nos últimos anos, muitos especialistas têm pesquisado sobre as causas da menor espectativa de vida dos homens comparada com a das mulheres.


Segundo dados do IBGE, no Brasil, uma pessoa nascida em 2022 tem a expectativa de viver, em média, até os 75,5 anos. Se for homem, a projeção é de 72 anos, enquanto, para as mulheres, chega a 79.


Essa diferença tem sido exacerbada por crises globais como a pandemia de COVID-19 e a epidemia de opioides nos Estados Unidos. Durante a pandemia, mais homens morreram devido a complicações causadas pelo vírus, seja por uma exposição maior devido ao trabalho, mas também por questões culturais, como a relutância em buscar atendimento médico.


Contudo, pesquisas norte americanas atribuem parte dessa menor expectativa de vida masculina às chamadas “mortes por desespero”, que abrangeriam casos de suicídios decorrentes de depressão severa, além de mortes de uso abusivo de álcool e drogas dentre outras causas.


Isso constitui uma tendência preocupante, ressaltando a importância de investir na saúde mental da população.


Como a Saúde Mental Afeta a Expectativa de Vida

A saúde mental tem um impacto significativo na saúde física. Estresse, ansiedade e depressão, por exemplo, podem levar a comportamentos de risco, negligência na saúde física e agravamento de condições médicas existentes. Além disso, problemas de saúde mental podem diminuir a qualidade de vida e aumentar o risco de doenças crônicas.


Superando Barreiras Culturais

Para enfrentar esses desafios, é crucial superar as barreiras culturais que impedem muitos homens de buscar ajuda. Isso inclui combater estereótipos de que procurar ajuda é um sinal de fraqueza e promover uma cultura de cuidado e apoio. As campanhas de conscientização são fundamentais para mudar a percepção pública e encorajar os homens a cuidarem de sua saúde mental.


Iniciativas de Sucesso

Vários programas ao redor do mundo têm mostrado resultados promissores. Por exemplo, iniciativas que oferecem serviços de aconselhamento e suporte em ambientes masculinos, como clubes esportivos ou locais de trabalho, têm ajudado a quebrar o estigma e facilitar o acesso aos cuidados de saúde mental.


A Importância da Ação Individual e Coletiva

É essencial que os homens se sintam confortáveis para falar sobre suas lutas e buscar ajuda quando necessário. Da mesma forma, é importante que familiares, amigos e a sociedade como um todo ofereçam suporte e compreensão.


Conclusão

Investir na saúde mental masculina é um passo fundamental para melhorar a expectativa de vida dos homens. Ao abordar as barreiras culturais e estigmas, e promover uma cultura de cuidado e suporte, podemos fazer uma diferença significativa na saúde e bem-estar dos homens.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page